sexta-feira, 2 de abril de 2010

Mãe Compra Drogas para o Próprio Filho para Este Não Ser Morto pelos Traficantes

Vejam que situação desagradável: Uma Mãe gaúcha afirma estar comprando crack para o próprio filho viciado. Ela diz que é melhor fazer isto do que ele ser assassinado pelos traficantes se sair para adquirir o produto.

É uma situação limite, onde qualquer das alternativas são ruins para os envolvidos. O quê vocês fariam nesta situação? Opinem.

Abaixo, detalhes sobre o caso.

No Rio Grande do Sul, mãe compra drogas para filho ameaçado de morte por traficantes

Marcadores:

4 Comentários:

Anonymous Bárbara disse...

Muito difícil julgar, mas como vi a reportagem sei q essa mãe está aguardando uma vaga na rede pública p/ uma realibitação, não é certeza de absolutamente nada, somente uma lanterninha q possa surgir. Será q ela pode ser processada por comprar a droga p/ o filho? Pergunto ao Mestre dos Magos.

2 de abril de 2010 15:22  
Blogger Guilherme Carvalhido disse...

Olá Bárbara,

Em tese pode ser processada. Mas acho pouco provável que isto aconteça por causa das condições sociais envolvidas.

2 de abril de 2010 15:36  
Anonymous Anônimo disse...

A única coisa que me restar falar, além de que é uma situação extremamente lamentável, é sobre a ausência do Estado nestas situações. Se o garoto é viciado há cinco anos, por que ainda não teve o apoio de uma entidade de Assistência Social? Por que esperar a mãe, numa atitude de "proteção", ir comprar drogas para o filho? E por que o lugar que a mãe foi comprar a droga ainda não foi interdidado pelas autoridades?

4 de abril de 2010 10:56  
Blogger Guilherme Carvalhido disse...

Olá Anônimo,

O Estado tem pouca interveniência no caso do uso individualizado das drogas, talvez já demonstrando uma possível mudança na legislação vigente.
Não que eu ache adequado, pelo contrário, políticas de saúde pública e intervenções mais precisas seriam um bom caminho. Mas, infelizmente, o efeito dessas ao longo da história é irrelevante.

4 de abril de 2010 20:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial